O projeto de vida comunitária

Esse carisma de restauração para uma renovação cristã encarna-se também num projeto de vida comunitária. Esse projeto institucional de vida religiosa, como um sinal, quer antecipar a reconciliação, a colaboração e também a comunhão desejada entre os seres humanos. Basílio Moreau é um percussor quando funda uma congregação sem par no seu tempo. Ele convoca para viverem e trabalharem juntos, em pé de igualdade, padres, irmãos e irmãs. O espírito de união e de fraternidade deve ser a marca dessa associação.


Os religiosos e as religiosas de Santa Cruz são chamados a viver esse chamado evangélico para a unidade com a consciência de que são membros uns dos outros em Jesus Cristo. Onde quer que estejam, a vivência da união dos corações está no centro da sua comunidade de vida, de esforço e de missão. O mundo carece desse grito do coração para reconhecer que ainda há esperança e que um outro mundo é possível.