A missão

No momento da fundação, os eixos próprios da missão são, por um lado, a evangelização das áreas rurais descristianizadas para as quais Basílio Moreau formou uma equipe de padres auxiliares e por outro, o ensino e a educação cristã da juventude inicialmente confiada aos irmãos. Mas, desde o estabelecimento da Associação de Santa Cruz, ele dá a todos uma missão comum: educar a juventude e pregar em paróquias rurais. E, por espírito evangélico, o fundador nunca esquece o serviço aos pobres, necessitados e órfãos a quem ele se dedica pessoalmente.


Nós devemos ser educadores, testemunhas que caminham com outros. O polo de coesão da missão comum é, pois a educação, meio, aliás, privilegiado de evangelização. Essa educação é a educação integral das pessoas, preparando as jovens gerações para serem cidadãos responsáveis, bons obreiros da cidade terrena e da cidade celeste, formando “homens conformes a Jesus Cristo”, por diversas formas de ensino, pela educação da fé, pelas atividades da formação cristã e pela criação de atividades pastorais suscitadas pelas necessidades do meio social.